Comunicados

 

Convocatória para ASSEMBLEIA GERAL

DIA 08-06-2017 – 18 horas (QUINTA-FEIRA)

CONVOCATÓRIA

Ao abrigo do disposto nos artigos 16º, 17º e 19º dos Estatutos da Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro (CTMAD) convoco a assembleia geral para o dia 08 de junho de 2017, quinta-feira, a ter lugar nas instalações do Campo Pequeno nº 50, 3º esq.º em Lisboa, às 18 horas.

Ordem de Trabalhos:

  1. Apresentação da comissão técnico-consultiva – artigo 22º d) dos Estatutos;
  2. Nova sede – ponto da situação.

N.B. Se à hora marcada não existir quórum, a Assembleia reunirá meia hora depois com o número de associados que estiverem presentes em pleno gozo dos seus direitos, de acordo com o disposto no art.º 17º n.º 1 dos Estatutos.

Convidam-se todos os associados a participarem ativamente na discussão construtiva dos problemas da CTMAD.

Lisboa, 09 de maio de 2017.

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Jorge dos Santos


Lisboa, 20 de Fevereiro 2017

É com profundo pesar que cumprimos o dever de informar as associadas e associados que faleceu o ex-Presidente da Direção da nossa Casa Dr. José Vicente Montalvão Machado,  que foi advogado e parlamentar e era natural de Chaves
O velório decorrerá na Igreja do Campo Grande, hoje, segunda-feira, dia 20 de Fevereiro.
A Direção

Lisboa, 5 de Julho 2016

Não obstante a questão levantada se encontrar ultrapassada pelo comunicado anterior, divulga-se, todavia, por razões de transparência, a posição do senhor Presidente da Assembleia Geral:

Caros Associados

Em conversa ocasional com alguns associados, tomei conhecimento de que o recente e-mail enviado pela direção aos associados da nossa instituição causou alguma preocupação.

Como atual Presidente da Assembleia Geral fui informado tal como todos os associados que a Direção atual da nossa Instituição chegou finalmente ao contacto direto com os altos dirigentes da Câmara Municipal de Lisboa para tratar do assunto da Nova Sede. Creio que não haverá nenhuma associada e nenhum associado que não esteja interessado em que se resolva o assunto da nova Sede, que infelizmente se arrasta há demasiado tempo, mais por culpa de circunstâncias do que de pessoas, no meu entender. Por isso devemos ver com bons olhos tudo o que sucessivas direções desta Casa têm feito para resolver tal problema que deverá ser encarado na minha perspetiva como vital para a instituição a que pertencemos.

Mal li o e-mail enviado pela Direção, respondi na minha qualidade de Presidente da Assembleia Geral pertencente aos atuais órgãos eleitos que fiquei contente por saber que chegou ao contacto direto com o Presidente atual da Câmara Municipal de Lisboa, mas também tive a oportunidade de transmitir a minha opinião, mais uma vez na mesma qualidade, a respeito da referida convocatória de uma Assembleia Geral Extraordinária. Disse nesse e-mail que “antes de nos precipitarmos devemos aguardar, espero e desejo que não muito tempo, que a Câmara nos apresente então um edifício adequado à CTMAD e que esteja em condições de a breve prazo ser utilizável”.

Afirmei também nesse no mesmo e-mail que antes de estarmos em condições de enviar aos associados o máximo de informações que for possível obter sobre esse edifício, para já hipotético, a fim de eles poderem participar esclarecidos numa Assembleia Geral extraordinária para os fins referidos no e-mail da Direção, tal Assembleia não deverá ser convocada. Estamos a entrar num período de férias, muitos associados vão para fora e a última coisa que seria desejável é que uma Assembleia com um número reduzido de associados tomasse decisões que poderiam não ser minimamente representativas da vontade da maioria.

Já se convocaram diversas Assembleia Gerais com o mesmo fim. Já foram tomadas diversas decisões e umas contrariaram outras anteriores. Nada pior do que convocar agora precipitadamente mais uma Assembleia que mais não servia para aumentar o pessimismo dos associados que é uma «doença» bloqueadora em qualquer organização.

Terminei e termino este e-mail do mesmo modo: “Trata-se de assuntos demasiado importantes para o futuro da CTMAD para que possam ser tratados de modo precipitado”.

Saudações transmontanas e alto-durienses

O Presidente da Assembleia Geral


Lisboa, 20 de Junho 2016

Caros Associados:

Em relação à convocação da Assembleia Geral para deliberar sobre a Nova Sede, esclarece-se que, óbviamente, só avançaremos para a data da respectiva marcação após o fornecimento, pela CML, da lista de prédios disponíveis e da sua avaliação para os fins em vista, pela Direção, assessorada por uma comissão técnica nomeada para o efeito, a fim de evitar os erros que conduziram à actual situação.

A direção

Nuno Augusto Aires
Presidente


Lisboa, 20 de Junho 2016

Caros Associados:

Em 16.6 2016, cerca das 19 horas, a Direção da CTMAD, representada pelos presidente, vice-presidente e o vogal Eduardo Botelho, devido à preciosa ajuda da Sra. deputada Júlia Rodrigues, reuniu, finalmente, com a CM de Lisboa, representada pelo Sr. Presidente, Vice-presidente e o seu diretor do património para debater a temática da Nova Sede.

Depois de uma troca de impressões sobre a segurança do edifício da Calçada do Ferragial e de uma aludida falta de interesse da CTMAD, verbalizada, junto da CML, por terceiros alheios à actual Direção, ficou, em síntese, assente o seguinte:

A Direção do Património da CM de Lisboa irá fornecer à CTMAD uma relação de prédios, em Lisboa, que possam acolher a Nova Sede e em condições de poder ser imediatamente utilizado, isto é, sem necessidade de obras estruturais;

A CTMAD, caso nenhum dos prédios satisfaça as necessidades e interesses constantes do projeto de arquitetura, entregue na CML para o edifício da Calçada do Ferragial, terá de avançar com as obras neste edifício para o que terá de conseguir meios financeiros o que passa por, eventualmente, vender a actual sede, o que só pode ser decidido em Assembleia Geral e depois de a CM de Lisboa avaliar a resistencia e segurança do Prédio.

Deste modo, enquanto se aguarda a informação da direção do património da CM de Lisboa, iremos avançar com a marcação da assembleia geral a fim de a Direção da CTMAD poder vender a actual sede do Campo Pequeno e/ou para negociar e tomar as medidas necessárias para efectuar a permuta do edifício da Calçada do Ferragial por aquele que venha a ser por nós escolhido, motivos por que se pede aos associados para refletirem sobre esta questão e não faltarem à AG.

A direção

Nuno Augusto Aires
Presidente


Lisboa, 3 de Maio de 2016

Foi com profunda tristeza que tomámos conhecimento do falecimento do Padre Telmo Baptista Afonso, que muitos estudantes trasmontanos, especialmente do distrito de Bragança, conheceram no Colégio S. João de Brito. Faleceu um homem honesto e bom, a cujos elevados padrões morais e éticos muito devemos.

O corpo está em câmara ardente na igreja do Zoio. O funeral realizar-se-á amanhã, às 15:00 horas.


 

 

cepedaLisboa, 13 de Fevereiro de 2016

A pedido da família e por razões de saúde, é adiada para melhor data, a anunciar oportunamente, a homenagem ao Senhor Coronel Eng. António Manuel Vilares Cepêda, sócio e ex-dirigente da nossa Casa.

A Direcção


 

Lisboa, 19 de Janeiro de 2016

Ao mesmo tempo que manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento do sócio dedicado e ex-dirigente da nossa Casa, Eng. Tomaz Espírito Santo, e envia condolências à família, a Direção da CTMAD convoca todos os associados a participarem nas homenagens e cerimónias fúnebres, informando que:

– amanhã, dia 21 de Janeiro, a partir das 16 horas  o corpo estará em câmara ardente na Igreja de S. João de Deus, havendo missa de corpo presente às 19:30 horas;

– dia 22 de Janeiro (sexta-feira), às 11 horas, na mesma igreja, será celebrada missa de Requiem, seguindo, depois, o cortejo fúnebre para Vila Real.
A Direcção

Lisboa, 6 Novembro, 2015

A CTMAD convoca todos os associados em pleno gozo dos seus direitos para comparecerem na Reunião Ordinária da Assembleia Geral a realizar no dia 28 de Janeiro de 2016, Quinta-feira, às 18,30 horas, no Campo Pequeno.

Veja aqui a convocatória oficial.


Lisboa, 18 de Setembro, 2015

 DSC01121
Caros Transmontanos e Alto Durienses,

Acabamos de receber uma notícia que nos entristece a todos,ainda que de há uns dias a esta parte fosse esperada e o desfecho mais que certo.

A nossa conterrânea Ana Maria Carvalho, calou a sua voz nas suas reportagens das rádios transmontanas e durienses com o seu programa: “Ó GENTE DA MINHA TERRA”

O velório será feito na Igreja de Macedo de Cavaleiros, onde se encontra em câmara ardente e que o funeral se realiza amanhã, sábado dia 19 pelas 15 horas.

A Direcção
Anúncios